19
Thu, Oct
8 New Articles

Espetáculos

Este sábado, o segundo dia do Festival Noites Ritual, contou também com a presença de artistas portugueses.

Passavam alguns minutos da hora prevista, quando os Sean Riley & The Slowriders subiram ao palco. A banda comandada por Afonso Rodrigues regressou mais uma vez, aos jardins do Palácio de Cristal, dez anos depois de ter sido considerada uma das maiores surpresas do Palco Ritual, na altura ainda sem qualquer registo discográfico. Voltou, depois de na edição do ano passado, as más condições climatéricas terem conduzido ao cancelamento da segunda noite do festival. Bastante acarinhados pelo público desde o início do concerto, Sean Riley & The Slowriders, trouxeram até à Invicta algumas músicas do seu último álbum homónimo, como “Dili”, “Greetings” e “Gipsy Eyes”, não deixando de presentear o público com temas como “Harry Rivers” e “Houses and Wives” de trabalhos anteriores.

A fechar as Noites Ritual, um concerto muito especial ao cargo de Rita Redshoes, que contou com a presença de Joaquim Benvinda, Sara Carinhas e The Ritual Band, banda formada propositadamente de raíz para esta edição comemorativa dos 25 anos de Noites Ritual. Rita Redshoes & The Ritual Band revisitaram alguns dos temas de bandas que marcaram a história deste festival e que muito agradou o público. Do alinhamento fizeram parte temas como “Budapeste” (Mão Morta), “Dá-me corda” (Samuel Úria), GTI (Clã), “Ouvi Dizer” (Ornato Violeta), “Medo do Medo” (Capicua), “The 80´s” (David Fonseca), “Eu sou feliz” (Virgem Suta) entre outros e que tornou este concerto único e inesquecível.

À semelhança do ano passado, este célebre festival portuense teve entrada gratuita e, para além dos concertos contou com duas exposições, um documentário sobre a história do festival e o tradicional mercado ritual. 

1ª Pagina

Videos TrofaTV em destaque

Siga-nos no facebook

» Farmácia de serviço na Trofa