22
Mon, Jan
2 New Articles

Edição 654

Como forma de se darem “a conhecer e de eliminar a distância geográfica e algumas barreiras que possam existir”, os Bombeiros Voluntários da Trofa promoveram atividades de proximidade nas paróquias do Muro, S. Mamede e S. Romão do Coronado.

João Pedro Goulart, comandante dos Bombeiros Voluntários da Trofa, explicou que, como “o quartel-sede está inserido a norte do concelho”, esta foi a oportunidade de “fomentar a coesão e uma interação melhor em toda a dinâmica de todo o concelho”. Assim, ao longo do mês de dezembro, foram promovidas visitas de proximidade à Muro de Abrigo, à ASCOR (Associação de Solidariedade Social do Coronado) e ao Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado, culminando, a 29 de dezembro, com um jogo de futsal entre os grupos de jovens destas três paróquias e os Bombeiros da Trofa.
O comandante afirmou que, com estas atividades, foi possível “interagir com a comunidade” e “passar a mensagem de autoproteção, numa mensagem alusiva à obrigação de todos nós em matéria de Proteção Civil”.
O padre Rui Alves, pároco das paróquias do Muro, S. Mamede e S. Romão do Coronado, agradeceu “o desafio” dos Bombeiros Voluntários da Trofa, que os “ajudaram a crescer para o bem comum e para a cidadania”, o que, na sua opinião, “é fundamental para que haja paz”. “Durante este período”, assegurou o pároco, aprendi uma coisa muito interessante, que os bombeiros não precisam de nós para nada, nós é que precisamos deles a sério”. “E precisando deles a sério, precisamos não esquecer o desejo e o desafio de sermos cidadãos pró-ativos e que cuidemos deste mundo e destas relações humanas, que são de facto um desafio permanente e que nós não podemos olhar para o lado”, completou.

19 inscritos para corpo de bombeiros

Estas atividades surgiram no âmbito da campanha de recrutamento de jovens que quisessem frequentar o Curso de Instrução Inicial de Bombeiro. O comandante adiantou que o corpo de bombeiros “necessita que mais jovens venham aprender as técnicas para melhor servir a comunidade”. Até ao momento há “19 inscrições de jovens”, que João Pedro Goulart espera que “cheguem até ao fim”. “No Curso de Instrução Inicial de Bombeiro anterior tivemos 19 inscritos, dos quais 11 chegaram ao fim. Se agora conseguirmos ter mais do que 11 bombeiros podemos dar-nos por contentes em termos de objetivo definido”, referiu.

1ª Pagina

Videos TrofaTV em destaque

 

Siga-nos no facebook

» Farmácia de serviço na Trofa