22
Mon, Jan
2 New Articles

Edição 653

A 23 de setembro de 1928, seis meses passados, na imprensa local foi novamente escrito que era importante a constituição de um corpo de bombeiros, usando como argumento para a concretização dessa necessidade: “O nosso meio industrial e comercial é já muito desenvolvido e encontra-se completamente desprevenido contra o grande flagelo, de todos o mais terrível”.1
Os meses e anos passaram e continuaram as notícias na imprensa a apelar a criação de uma corporação de bombeiros, pedindo o apoio aos empresários da cidade, para apoiarem aquela iniciativa que era bastante necessária para a cidade, como também para o seu engrandecimento.2
No final de 1931 escrito novamente que ia ser criada uma corporação de bombeiros, apoiada na iniciativa de um grupo de jovens que queria concluir com êxito essa missão, escrevendo inclusivamente a Sr. José Silva e Sousa a dádiva de um carro deixado por si em Portugal antes da sua viagem ao Brasil.3 Contudo tal projeto acabaria por seguir o caminho de todos os outros anteriores e não ter um final positivo.
O processo sofreu vários revezes e em 1966 era anunciado no Jornal da Trofa, um apelo à população da Trofa para que fosse comprada uma ambulância para acudir aos feridos dos vários acidentes que ocorriam na Trofa, não somente nas estradas como também nas várias fábricas.
No ano de 1970, vários jovens trofenses tentaram criar novamente a referida associação humanitária, enviada inclusivamente a informação necessária para o Governador Civil permitir a constituição daquele tipo de associação, contudo, durante seis anos, não recebeu a autorização para a formação daquela corporação. Nesse espaço temporal de seis anos, os seus principais impulsionadores por intermédio de um peditório adquiriram uma ambulância e começara a realizar serviços de socorro.
Aprovados os estatutos, são eleitos os corpos gerentes da recém-associação, sendo comprado um carro de combate a incêndios, o aluguer de uma sede e a primeira recruta de bombeiros com o seu juramento a ser efetuado em 1978 com o total de 20 elementos.4

1“A criação duma corporação de Bombeiros” O Trofense, setembro 23, 1928
2“A corporação dos bombeiros” O Trofense, fevereiro 8, 1931
3“Corporação de Bombeiros”, O Trofense, novembro 15, 1931
4MARQUES, Napoleão de Sousa; Seleta História da cidade da Trofa – Duas comunidades… um só povo, Trofa: Edição Paulo Serra, 1997 pag.339

1ª Pagina

Videos TrofaTV em destaque

 

Siga-nos no facebook

» Farmácia de serviço na Trofa