17
Thu, Aug
7 New Articles

Ano 2010

A autarquia convidou todos os trofenses a fazerem a última viagem de comboio na linha que será desactivada para dar lugar à nova que estará em funcionamento a partir de 16 de Agosto.

Todos os trofenses estão convidados para participarem na última viagem de comboio no actual troço da Linha do Minho, no sábado, dia 14 de Agosto. O mote foi lançado pela autarquia e a derradeira viagem, que antecede a entrada em funcionamento da nova variante ferroviária, no dia 16 de Agosto, irá percorrer o troço entre a Estação da Trofa e a Estação de S. Romão do Coronado.

A saída da Estação Antiga da Trofa está prevista para as 21 horas, retornando da Estação de S. Romão do Coronado às 21.40 horas.

Para Joana Lima, presidente da autarquia, esta viagem simbólica "é uma forma de partilhar com todos os munícipes a emoção da prosperidade e modernização do concelho da Trofa". A construção da nova variante, segundo a edil, "representa uma verdadeira revolução urbanística e territorial e um incremento fundamental na qualidade de vida de todos os trofenses".

A nova variante tem início um pouco antes do apeadeiro da Senhora das Dores, inclina para nascente, contornando a zona central da cidade da Trofa, e vai inserir-se, de novo, no traçado existente, à entrada da ponte sobre o Rio Ave.

A autarquia convidou todos os trofenses a fazerem a última viagem de comboio na linha que será desactivada para dar lugar à nova que estará em funcionamento a partir de 16 de Agosto.

Todos os trofenses estão convidados para participarem na última viagem de comboio no actual troço da Linha do Minho, no sábado, dia 14 de Agosto. O mote foi lançado pela autarquia e a derradeira viagem, que antecede a entrada em funcionamento da nova variante ferroviária, no dia 16 de Agosto, irá percorrer o troço entre a Estação da Trofa e a Estação de S. Romão do Coronado.

A saída da Estação Antiga da Trofa está prevista para as 21 horas, retornando da Estação de S. Romão do Coronado às 21.40 horas.

Para Joana Lima, presidente da autarquia, esta viagem simbólica "é uma forma de partilhar com todos os munícipes a emoção da prosperidade e modernização do concelho da Trofa". A construção da nova variante, segundo a edil, "representa uma verdadeira revolução urbanística e territorial e um incremento fundamental na qualidade de vida de todos os trofenses".

A nova variante tem início um pouco antes do apeadeiro da Senhora das Dores, inclina para nascente, contornando a zona central da cidade da Trofa, e vai inserir-se, de novo, no traçado existente, à entrada da ponte sobre o Rio Ave.

A obra, que vai retirar o comboio do centro da cidade, permitirá melhorar a regularidade dos serviços das linhas do Minho e Guimarães e do ramal de Braga, aumentar a oferta de comboios e reduzir os tempos de percurso. A construção da variante da Trofa está integrada na remodelação da Linha do Minho, entre S. Romão do Coronado e Lousado, e visa colmatar uma lacuna na modernização daquela linha na zona da Trofa, pondo fim ao estrangulamento ferroviário na rede principal actualmente existente no atravessamento em via única.

Quanto à nova estação, construída junto à Igreja Nova, está integrada no viaduto e terá dois cais de passageiros, localizados no lado exterior das vias, sob o viaduto ficará uma área comercial e sobre ele estarão as plataformas de passageiros, cobertas, com cinco metros de largura, às quais se poderá aceder por escadas e elevadores. Será ainda criado um interface rodo-ferroviário que permitirá a ligação com outros meios de transporte público (Metro do Porto, que aí terá a sua estação terminal, autocarros e táxis). Quanto ao parque de estacionamento de superfície terá capacidade para 167 veículos.

A empreitada, iniciada a 2 de Março de 2009 por uma empresa contratada pela REFER, está avaliada em cerca de 65 milhões de euros.

1ª Pagina

Videos TrofaTV em destaque

Siga-nos no facebook

» Farmácia de serviço na Trofa